Siga-nos:

Debate - Eleições 2016

A ESCOLA QUE ENSINA O ALUNO A APRENDER

Correio Popular -  Publicado 16/09/2016 - 19h59 - Atualizado 16/09/2016 - 19h59 Por Angela Kuhlmann

 

Clique na imagem acima para ler o texto direto do site do Correio Popular

A Escola Comunitária de Campinas (ECC), desde que foi fundada há 39 anos, tem como diretriz a formação de seu aluno na tarefa de construí-lo como agente e protagonista de seu tempo, numa relação de ensino e aprendizagem focada no aprender a aprender. A escola tem como um de seus pilares habilitar o aluno para a autonomia de construir e renovar seus conhecimentos em qualquer tempo e para toda a vida.

A cidadania é um conceito embrenhado nas atividades escolares, com a proposta de promover uma construção contínua da pessoa ao longo da vida. Para a equipe pedagógica, a Comunitária é um eixo fundamental nessa construção. Segundo a diretora pedagógica, Sandra Galli, a escola posiciona-se como agente de seu tempo, propiciando situações de estudo, reflexão e vivências democráticas ao assumir um currículo dinâmico que privilegia a relação entre saberes acadêmicos e reflexão sobre as transformações sociais e culturais advindas da sociedade.

“Em seu dia a dia a escola é espaço privilegiado para o conhecimento de si e do outro, onde os princípios e valores norteiam as atitudes, por meio da compreensão crítica, do convívio, do afeto e da percepção do outro. Nas relações cotidianas, vivencia-se o compromisso com as regras, resolução de conflitos, diálogo e consequências. As atividades solidárias, sociais e políticas integram o currículo”, afirma a diretora.

De acordo com ela, os projetos como práticas metodológicas em todos os níveis de ensino são facilitadores de aprendizagens significativas. “A cidade é uma temática de estudo fundamental para compreender a sua organização e sua função, as escolhas de políticas públicas que devem atender as demandas da população e desenvolver nas pessoas o ser cidadão, como participantes ativos e responsáveis”, acrescenta.

A ECC, além dos conteúdos abordados em sala, promove estudos do meio na cidade de Campinas nos diversos níveis de ensino. Conforme Sandra, nesse percurso o aluno se apodera do espaço de sua cidade, passa se interessar por ela e se coloca como sujeito que pode resgatar, usar, conservar e contribuir para o uso coletivo do patrimônio público. A proposta ainda amplia os horizontes e conhecimentos por meio do projeto ética e cidadania, com visita a Brasília e à Câmara Municipal de Campinas, instigando os jovens a pensar a representatividade dos poderes constituídos, suas ações e alternativas.

 

As assembleias de classe, os encontros com os representantes dos alunos e o Grêmio Estudantil são vivências democráticas que solicitam reflexão para a eleição, diálogo entre a comunidade e elaboração de propostas a serem realizadas dentro e fora da escola.

Debates

Em anos eleitorais, a escola realiza debates, como o ocorrido no dia 5 passado, com os candidatos à Prefeitura da cidade. O evento deste ano contou com a participação do núcleo de história que preparou os alunos para o encontro, com a análise das propostas dos candidatos e dos partidos políticos. Assim como a elaboração de perguntas para o debate, a análise das respostas dos candidatos também foram objeto de estudo dos alunos nas disciplinas de história, sociologia, geografia e filosofia. “Essas práticas democráticas desenvolvidas pela escola contribuem para a formação de competência do cidadão crítico, reflexivo e ativo numa sociedade cada vez mais complexa”, observa a diretora.

Segundo ela, no Ensino Fundamental é assegurada uma formação básica de conhecimentos e habilidades essenciais, os quais o aluno mobilizará ao longo do seu tempo, num processo contínuo. Trabalho individual, trabalho em grupo, relatos, assembleias de discussão, estudos do meio, apresentação à coletividade e outras estratégias possibilitam um amplo espectro de atuação.

Na Comunitária, o Ensino Médio contribui com a formação acadêmica mais complexa, trabalhando com as competências e habilidades numa rede de significados mais amplos e com a consciência sobre atitudes pessoais e sociais de relevância. “Existe um mundo que há por vir, para o qual o aluno se prepara também com a realização de simulados do Enem, da Unicamp, da Fuvest e da Unesp. Os alunos podem intensificar seus estudos por meio das aulas de Orientação de Estudo que acontecem no contra-turno.

SERVIÇO

ESCOLA COMUNITÁRIA DE CAMPINAS

Rua Egberto Ferreira de Arruda Camargo, 650 - Jardim Notre Dame - Campinas

Tel: (19) 3758-8500

__________________________________________________________________________

Fonte Correio Popular -Campinas, 6 de setembro de 2016

Clique na imagem para ler a matéria no site do jornal

 

Mais informações clique na imagem

 

 

 

 

 

 



Veja mais abaixo:


Todos os direitos reservados ECC Desenvolvido por W2F Publicidade