•  

Siga-nos:

Como trabalhamos

 

Os conteúdos previstos no projeto curricular do Ensino Fundamental 1 são trabalhados através de diferentes metodologias:

1. PROJETO DE CLASSE

O trabalho com Projetos busca desenvolver nos alunos a ideia de um conhecimento integrado, partindo de um problema a ser investigado, com um contexto a ser conhecido e/ou modificado.

Os conteúdos não são aprendidos de forma linear, mas são construídos como uma rede de relações.

O conhecimento, assim, não é algo estático, pronto e acabado, mas supõe um dinamismo, onde  respostas sugerem outras perguntas, não havendo, na maioria das vezes, uma única resposta ou um único ponto de vista.

As fontes de informação não se restringem ao livro didático e ao professor, mas são de natureza diversa, exigindo o desenvolvimento da criatividade, do respeito às opiniões divergentes e do posicionamento pessoal.

No trabalho com Projetos, aprender a fazer perguntas é tão importante quanto dar respostas. E esta é uma das formas pela qual se efetiva a participação dos alunos. A participação é entendida não só como o ato de fazer algo, mas também como a possibilidade de pensar as ações e planejá-las, tarefa esta que, tradicionalmente, é exclusiva do professor.

Alguns temas que são trabalhados nos Projetos de Classe:

2os. anos: - Brinquedos e Brincadeiras
                     - No tempo de bisavós

3os. anos: - Alimentação saudável
                     - Campinas, a cidade em que vivemos

4os. anos: - Diversidade Cultural - o encontro entre a cultura europeia e indígena no Brasil
                     - Tecnologia e Ambiente

5os. anos: - Raízes Culturais: negros e imigrantes
                     - Puberdade

2. PROJETO INDIVIDUAL

O projeto Individual é uma metodologia de trabalho na qual o professor abre espaço, na rotina de classe, para os alunos trabalharem com temas de interesse individual, ou seja, temas que não necessariamente estão previstos no projeto curricular para aquele ano/série.

O objetivo principal deste projeto é que o aluno aprenda a definir um tema de estudo, selecionar fontes de informação, tratar a informação, registrá-la e comunicá-la.

Este projeto é uma possibilidade do aluno perceber a Escola como um lugar que acolhe seus interesses, em termos de conhecimento. E perceber também que não é só o professor quem define o que se deve conhecer.

Outro aspecto importante do trabalho com o Projeto Individual é a possibilidade de atender diferentes níveis de competência dos alunos, isto é, o aluno que já é capaz de lidar com a informação de maneira mais elaborada e intensa pode desenvolver um tipo de projeto e aquele que não adquiriu habilidades básicas para o tratamento da informação terá um excelente meio para aprender, inclusive pela observação de outras experiências de colegas da própria classe e de outras turmas.

3. MÓDULOS DE APRENDIZAGEM

Chamamos de Módulos de Aprendizagem a metodologia que trabalha com conteúdos previstos no currículo das diferentes disciplinas que não estão integradas aos Projetos de Classe. Além disto, tem como objetivo sistematizar e fixar alguns conteúdos.

Outra característica que diferencia o Módulo de um Projeto é o caráter mais diretivo do professor. Nos Módulos, o professor planeja todas as situações didáticas e define os objetivos. Ainda que os alunos devam participar efetivamente das situações propostas pelo professor, o tipo de participação é outro.

4. ATIVIDADES OCASIONAIS

Assim como os Módulos de Aprendizagem, as Atividades Ocasionais também se constituem numa metodologia de trabalho que apresenta situações didáticas, com uma sequência de atividades planejadas pelo professor para alcançar os objetivos pretendidos.

Difere dos Módulos, pois como o próprio nome sugere, os seus conteúdos são ocasionais, nem sempre previstos no projeto curricular para o ano.

As Atividades Ocasionais são uma abertura no projeto curricular para possibilitar a discussão e a aprendizagem de fatos, situações, datas relevantes, consideradas importantes pela equipe, no sentido de trazer para o conhecimento escolar, assuntos veiculados fora da escola e que fazem parte da vida dos alunos.

Sendo assim, os temas desenvolvidos nas Atividades Ocasionais não são fixos, variam de ano para ano, dependendo dos eventos que ocorrem. Alguns exemplos de temas que recebem o tratamento de Atividades Ocasionais:

- Dias das Mães/Pais
- Eleições
- Carnaval/Páscoa
- Dia do Trabalhador
- Olimpíadas

5. ATIVIDADES PERMANENTES

As Atividades Permanentes são situações didáticas propostas aos alunos cuja regularidade tem como objetivo desenvolver alguns conteúdos conceituais, mas principalmente conteúdos procedimentais, habilidades e atitudes.

A característica marcante desta metodologia é a regularidade com que as atividades são desenvolvidas, tanto no seu conteúdo como na forma, constituindo-se, assim, numa rotina de trabalho que deve compartilhada com os alunos e avaliada constantemente para que não caia na rotina do “fazer para fazer”, sem a motivação desejada e sem as posturas adequadas. São exemplos de atividades permanentes: a lição de casa, o uso da biblioteca, as assembleias de classe e de curso.

Parte 1

Parte 2

Parte 3

 

 


Todos os direitos reservados • ECC • Desenvolvido por W2F Publicidade