Pular para o conteúdo

Medidas de segurança no contexto da febre maculosa na Escola

Nos últimos dias os noticiários publicaram em grande escala notícias sobre os casos de óbitos e outros casos de pessoas que ficaram doentes com uma doença chamada: febre maculosa.

O local apontado como foco deste surto, é uma fazenda onde ocorrem eventos, no distrito de Joaquim Egídio.

A febre maculosa não é uma doença nova, Campinas é considerada área endêmica para esta doença (que se manifesta e permanece em determinadas regiões, que permanecem em alguns locais mesmo após o controle do seu contágio).

Para exemplificar, temos os números que a Devisa informa sobre a série histórica em Campinas:

  • Em 2014, foram registrados sete casos de febre maculosa, com cinco óbitos.
  • Em 2013, foram confirmados seis casos de febre maculosa, com três óbitos.
  • Em 2012, foram seis casos, com três óbitos.
  • Em 2011, foram seis casos, com três mortes.

Estar consciente da gravidade da doença, da prevenção e o que fazer caso tenha contato com áreas de risco e carrapatos é uma grande ferramenta para tomar decisões assertivas e em tempo hábil.

 

Quando devo me preocupar?

Em reportagem à Folha de São Paulo em 14 de Junho de 2023, o Dr. André Ribas, médico
epidemiologista explica que: “O monitoramento deve ser feito caso a pessoa tenha visitado ou planeje ir até áreas conhecidas por abrigarem carrapatos do tipo. Se houver febre, tem que informar o médico de que esteve nesses locais para que o especialista possa introduzir o antibiótico adequado. O quadro inicial pode ser confundido com o de qualquer outra doença, não é muito característico. Pode-se confundir com dengue, com uma gripe um pouco mais
forte, com qualquer outro quadro viral que dê febre”.

 

O que a ECC tem como medida de segurança para este contexto de carrapatos?

A Escola Comunitária está sempre atenta às situações que podem representar algum risco de saúde
aos alunos, pais e funcionários.

Mantêm contrato para visitas mensais com uma empresa de controle de pragas, que realiza dedetização regularmente, conforme orientação dos órgãos competentes.

Diante da atual situação de surto de febre maculosa no Distrito de Joaquim Egídio, já está agendado uma visita técnica da bióloga responsável pela empresa para o dia 20/06/23, para avaliação dos locais potencialmente de risco para presença de carrapatos e aplicação de produto para controle preventivo deles.

Todas as medidas de segurança seguem mantidas, tais como, podas periódicas da vegetação, da grama do campo de futebol e avaliação dos locais com plantas na Escola pelos funcionários da jardinagem.